Follow by Email

Follow by Email

Follow by Email

15 de out de 2010

Compartilhando um e-mail recebido.

Olá Dra. Denise,

Consegui! Terminei a corrida e foi muito emocionante!
Passar pelo portão de Brandenburgo foi o máximo.

Ao longo dos 42.195m tive bastante tempo para pensar na vida, me emocionar e lembrar de todos que me deram apoio ao longo desta jornada.

Voce, certamente foi uma delas. E por isso ai vai o meu MUITO OBRIGADO!!!!

Na continuação da viagem, acabei fazendo um passeio meio inesperado. Fui ao campo de concentração de Dachau. Foi outra experiência incrível. Minha excursão tinha uma guia australiana muito boa e passou com bastante realidade o cotidiano daquele campo e das diferenças em relação aos demais. Pude entrar em um barracão reconstruído e também entrei na câmara de gás (original). Como dentro do campo foram construídos alguns monumentos (um judaico, um cristão e um protestante), tive a oportunidade de rezar um Kadish para os que por lá ficaram.

A foto ai em baixo é a minha chegada com o Portão ao fundo e a estrela de Davi no peito!



Um grande beijo para você.

3 comentários:

  1. Compartilho esse e-mail pela emoção do agradecimento, mas principalmente pelo ato simbólico realizado. O fato de em 2010 um judeu, como tb. negros entre outras culturas discriminadas e vítimas dos horrores de um regime totalitarista que visava suas completa exterminação, estarem presentes, livres, em plena Berlim, é uma amostra da bravura desses povos e de um movimento da humanidade também em favor da vida. Obrigada, querido, por me fazer também um pouco parte desse movimento e desse momento tão lindo que você viveu e dedicou a todo povo judeu com a estrela de David em seu peito.

    ResponderExcluir
  2. Os poderosos podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais conseguirão deter a primavera inteira.

    (Citação:Che Guevara)

    Nota: muito grato pela sua visita e pelas palavras....

    Cumprimentos

    ResponderExcluir
  3. Olá, Fernando!
    Boa lembrança sobre esta citação!
    Obrigada!
    Um abraço, Denise.

    ResponderExcluir